Lente de Contato Gelatinosa

Conhecidas de quem possui problemas de visão, as lentes de contato são recorrentes em vários tratamentos oftalmológicos. Atualmente, existem dois tipos de lentes famosas no mercado: a lente gelatinosa e a rígida. Ambas atuam no tratamento e correção de problemas de visão, mas podem apresentar maior benefício do que a outra, dependendo do caso de cada paciente.

 

A lente gelatinosa está diretamente ligada ao uso cosmético e de beleza, uma vez que substitui facilmente óculos de grau. Ela também é a mais recomendada para quem tem dificuldade de adaptação às lentes de contato rígidas, pois são confeccionadas com materiais mais finos e delicados.

 

No entanto, a troca dos óculos de grau ou da lente rígida pela gelatinosa só deve ser feita sob a orientação do oftalmologista, pois nem sempre ela é capaz de corrigir perfeitamente todos os problemas de visão. Para pessoas com alto grau de astigmatismo ou com ceratocone, por exemplo, o uso da lente gelatinosa é descartado.

 

Além disso, algumas pessoas não podem usar lentes de contato, seja a rígida ou gelatinosa, pois possuem características anatômicas que, ao contato com o material da lente, podem causar danos aos olhos. Pessoas com olho seco, por exemplo, devem evitar a lente gelatinosa, pois não há a correta oxigenação da córnea, podendo ocasionar quadros de úlcera ou até mesmo cegueira.

 

Caso esteja apto a usar a lente gelatinosa, existe a possibilidade de comprá-la em óticas ou lojas virtuais que trabalham com produtos oftalmológicos. Invista sempre em produtos das melhores marcas como a Acuvue, e siga as recomendações de seu médico na área de colocar a lente de contato gelatinosa, garantindo uma visão saudável sempre. A lente gelatinosa é recente no mercado. Ela foi criada na década de 70, pela empresa Bausch & Lomb, que procurava desenvolver uma lente de contato mais flexível e confortável para corrigir problemas de visão.